Notícias Fecomercio

22 de janeiro de 2018

Setor de serviços paulista fecha 3.383 postos de trabalho em novembro, aponta FecomercioSP


Segundo pesquisa da Entidade, resultado é o segundo pior para o mês desde 2007

Após quatro meses consecutivos de resultados positivos na geração de empregos formais, o mercado de trabalho celetista do setor de serviços do Estado de São Paulo voltou a registrar saldo negativo em novembro. Foram fechados 3.383 postos de trabalho, resultado de 155.363 admissões e 158.746 desligamentos. O resultado é um pouco melhor em relação a novembro de 2016, quando foram eliminados 9.152 vínculos celetistas. No acumulado do ano, foram criadas 64.329 novas vagas, frente ao fechamento de 56.218 empregos formais no mesmo período do ano anterior. Com isso, o setor de serviços encerrou novembro com estoque total de 7.358.445 trabalhadores formais.

Os dados compõem a Pesquisa de Emprego no Setor de Serviços do Estado de São Paulo (PESP Serviços), realizada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) com base nos dados do Ministério do Trabalho, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) e do impacto do seu resultado no estoque estabelecido de trabalhadores no Estado de São Paulo, calculado com base na Relação Anual de Informações Sociais (Rais).

Entre as 12 atividades pesquisadas, três apresentaram alta no estoque de empregos na comparação com novembro de 2016: os serviços médicos, odontológicos e serviços sociais (2,1%); profissionais, científicas e técnicas (1,4%); e alojamento e alimentação (0,2%). Os destaques negativos ficaram por conta das atividades de outras atividades de serviços (-1,6%); transporte e armazenagem (-1,4%); e financeiras e de seguros (-1,4%). Confira a matéria completa aqui.

 

Voltar para Notícias