Notícias Fecomercio

7 de fevereiro de 2018

Mais de 53% das famílias paulistanas começaram o ano endividadas, diz FecomercioSP


Segundo a Entidade, dívida com cartão de crédito atingiu a maior taxa desde novembro de 2011

A Pesquisa de Endividamento e Inadimplência do Consumidor (PEIC), realizada mensalmente pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP), aponta que 53,3% das famílias paulistanas possuíam algum tipo de dívida em janeiro, recuo de três pontos porcentuais na comparação com dezembro de 2017, quando 56,3% declararam estar nessa situação. Em relação ao mesmo período do ano passado, essa proporção subiu 4,1 pontos porcentuais, representando um aumento de 174 mil no número total de famílias endividadas na capital que atingiu 2,07 milhões em janeiro.
Ainda que a inadimplência também tenha crescido na comparação anual - ao passar de 16,9% em janeiro de 2017 para 17,8% neste primeiro mês de 2018 -, trata-se do menor porcentual registrado desde março do ano passado. Ao todo, 690 mil famílias paulistanas não conseguiram quitar a dívida na data do vencimento. Na comparação com dezembro, houve recuo - o segundo seguido - de 1,9 ponto porcentual.

Entre as famílias que pretendem pagar parcial ou totalmente a dívida em atraso também houve alta e chegou a 57,2% em janeiro, superando os 54,1% do mesmo mês do último ano. As famílias que disseram que não conseguirão quitar as dívidas em atraso atingiu 7% em janeiro, queda de 0,4 p.p. tanto na comparação mensal quanto na anual, e o menor patamar desde dezembro de 2016.

A dívida com cartão de crédito segue no topo da lista. Embora a taxa de endividados nessa modalidade fique, historicamente, próxima dos 70%, em janeiro chegou a 74,7%, a maior desde novembro de 2011 (76,3%). O financiamento de carro foi o segundo tipo de dívida mais comum, com 14,6%, seguido por carnês, com 12,9%. Confira a matéria completa aqui.

 

Voltar para Notícias